Estou em: Início » Pesca » Sobre a pesca esportiva.
 
Tamanho do texto: Maior | Normal | Menor

Sobre a pesca esportiva.

pesca esportiva


A pesca acompanha a história da humanidade desde os primórdios, seja para alimentação, seja para ornamentação, seja para o lazer e a recreação. A pesca para lazer é a modalidades que movimenta bilhões de dólares nos países desenvolvidos e atualmente já faz parte da vida de milhões de brasileiros. No Estado do Pará a pesca esportiva está cada vez mais tendo praticantes e ganhando diversos adeptos ao pesque e solte.


A pesca amadora é aquela atividade de pesca que se pratica como um lazer, esporte ou hobby, sem que dela dependa a subsistência do pescador. Esse conceito está em discussão porque há diversas ocupações profissionais preenchidas por essa modalidade de pesca, tendo como exemplo os “guias de pesca”.


Também conhecida como “pesca esportiva”, “pesca de lazer”, “pesca desportiva” e “pesca recreativa”, a pesca amadora é praticada no mar, em rios, lagos naturais, açudes, criatórios comerciais, utilizando-se apenas vara de pesca, molinetes ou carretilhas, linha de pesca, anzol e iscas naturais ou artificiais.


O maior desafio para a Sepaq será organizar a cadeia produtiva da pesca esportiva, relacioná-la com o turismo de pesca e viabilizá-la como atividade ambientalmente correta. O poder público estadual deve tomar iniciativas para conhecer todos os segmentos que envolvem a pesca esportiva e inserir as estratégias de fomento ao seu desenvolvimento e ordenamento pesqueiro das áreas aquáticas, promovendo a informação, capacitação, divulgação e marketing institucional das áreas especiais delimitadas e denominadas de Sítios Pesqueiros Turísticos.


Ações de planejamento para Pesca Esportiva


• Criar o Comitê Permanente de Gestão da Pesca Esportiva do Estado do Pará para integrar as instituições públicas e privadas nas ações estratégicas para o desenvolvimento sustentável da pesca esportiva.


• Realizar estudos de prospecção de áreas aquáticas com potencial para ser transformadas em sítios pesqueiros turísticos. Consiste em realizar pescarias com equipamentos e materiais utilizados pelo pescador esportivo em áreas aquáticas dos municípios paraenses, a fim de identificar os melhores pontos de pesca, as espécies de peixes esportivos, abundancia relativa, características ambientais e turísticas. Propõem realizar estudos de potencialidades nos municípios potenciais, implantar a metodologia do manejo comunitário da pesca com ênfase no turismo de pesca esportiva e ajudar identificar a infra-estrutura necessária para operação do turismo de pesca pela comunidade.


• Construir a infra-estrutura de apoio aos Sítios Pesqueiros da Pesca Esportiva identificados no Pará. Elaborar o Plano de Necessidades Estruturantes (Ex: Pórtico de Entrada, Terminal Receptivo, Rampa, placas informativas, Marina Seca, Posto de Fiscalização, Estação Piracaia, etc.). Elaborar planta arquitetônica do Terminal Receptivo para o visitante pescador, do Posto de Fiscalização, do pórtico de entrada, da rampa, do trapiche, etc. Elaborar o Plano de Gestão da infraestrutura de forma participativa e providenciar o licenciamento ambiental das obras.


• Realizar os Circuitos Paraenses de Pesca Esportiva e apoio na organização dos Torneios de Pesca dos municípios, a fim de promover a prática sustentável da pesca recreativa e a divulgação do potencial turístico do município pólo. (VER TABELA).


• Criar e implantar o Sistema de Classificação por Mérito (Ranking Estadual) de Pescadores Esportivos no Estado do Pará. Contratação de consultoria para estudar a implantação e definir critérios para a Classificação por Mérito (Ranking Estadual).


• Instituir formalmente Sistema Estadual de Classificação por Mérito, através de Decreto Governamental, implantar o Sistema de Informação com banco de dados na Sepaq e promover a contratação de plano de mídia para divulgar o Sistema.


• Criar o Sistema de Registro do Pescador Esportivo do Estado do Pará. As ações previstas são: Instituir formalmente o Sistema Estadual de Cadastramento e concessão da Carteira de Registro do Pescador Esportivo, através de Norma Jurídica, implantar o Sistema de Informação com banco de dados na Sepaq, contratação de plano de mídia para divulgar o Sistema e instalação de Pontos de Registro de Pescadores e emissão de Carteiras nos municípios.


• Realizar uma programação de capacitação e formação de Pescadores Esportivos do Estado do Pará. As ações revistas são: - Captação de mulheres e crianças para a pesca de Arremesso com iscas artificiais nos municípios, promoção de capacitação de pescadores adultos com iscas artificiais, promoção de capacitação de ribeirinhos como guia de pesca esportiva, capacitação e credenciamento dos Guias de Pesca como Agentes Ambientais de Fiscalização Voluntária, capacitação para o associativismo nas áreas dos Sítios Pesqueiros Turísticos e capacitação para a Roteirização e Operação do turismo de pesca esportiva de Associações Comunitárias e outras.


• Elaborar o Plano de Mídia e a programação de eventos para propaganda da Pesca Esportiva do Estado do Pará. As ações previstas são: - Elaboração e Contratação de Plano de Mídia através da Secom, marketing para novos adeptos ao pesque e solte e a pesca com iscas artificiais, promoção institucional das áreas turísticas denominadas de Sítios Pesqueiros, promoção de Feiras e Seminários nos municípios e participação em Feiras e Seminários Nacionais divulgando os Sítios Pesqueiros do Pará.


IMPLANTAÇÃO DE SÍTlOS PESQUEIROS TURÍSTlCOS NO ESTADO DO PARÁ


MUNICIPIOS PRIORITÁRIOS/PPA - 2012 a 2015


- MUNICIPIO DE SALINOPOLIS


EX: Sitio Pesqueiro Turístico do Estuário de Cuiarana


- MUNlCÍPIO DE SÃO CAETANO DE ODIVELAS



EX: Sitio Pesqueiro Turístico do Estuário de São Caetano.


- MUNICFPIO DE ORIXIMINÁ


EX: Sitio Pesqueiro Turístico do Lago Abuí.


- MUNICIPIO DE BELEM


EX: Sitio Pesqueiro Turístico do Utinga.


- MUNICIPIO DE TUCURUÍ



EX: Sitio Pesqueiro Turístico Lago Tucurui.


- MUNICIPIO DE VlTÓRIA DO XINGU E ALTAMIRA


Ex: Sitio Pesqueiro Volta Grande do Xingu.


A Sepaq tem como objetivo apoiar a organização dos Torneios de Pesca Esportiva dos municípios, a fim de promover a prática sustentável da pesque e solte e a divulgação do potencial de pesca esportiva no Estado.


MUNICÍPIOS / TORNEIOS

JACUNDÁ


TORJAC – Torneio de Pesca Esportiva de Jacundá.


TUCURUÍ


TORTUC – Torneio de Pesca Esportiva de Tucuruí.


SALINÓPOLIS


Torneio de Pesca Esportiva da Vila Galdina.


MARABÁ


TOPEM - Torneio de Pesca Esportiva de Marabá.


ALTAMIRA


Torneio de Pesca do Pacu de Seringa.


ITAITUBA


Torneio de Pesca do Piau e Jaraqui.


ORIXIMINÁ


TOPE – Torneio Oriximinaense de Pesca Esportiva.


SÃO CAETANO DE ODIVELAS


TOPESCO - Torneio de Pesca Esportiva de São Caetano.


CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA


3° Campeonato de Pesca de Conceição do Araguaia


NOVO PROGRESSO


VII Torneio de Pesca Esportiva de Novo Progresso - No rio Jamanxim”


PIÇARRAS


TOPEP - Torneio de Pesca Esportiva de Piçarra em Vila de Itaipava (Rio Araguaia).


De acordo com a Lei Estadual nº 6.167/98, o pescador esportivo poderá levar para casa somente 10 (dez) quilos de peixes e mais um peixe grande, o maior da pescaria considerado “troféu”. Não esquecer que nem todos os peixes grandes poderão ser embarcados pelo pescador esportivo, alguns estarão sendo protegidos por normas federais e estaduais.


Nas áreas especialmente protegidas para prática do turismo de pesca, denominadas de “reservas e sítios pesqueiros”, oficializadas pelo Estado, somente será permitido o pesque e solte e depende do que for acordado com a comunidade ribeirinha o visitante poderá levar alguns peixes para casa e consumir no local da pescaria.


“O pesque e solte é recomendado para todos os pescadores esportivos, onde a esportividade está centrada na disputa com o peixe, que as vezes ele deve vencer. Devolver o peixe para o meio aquático é a garantia que o pescador esportivo tem para outras pescarias de sucesso. Pense nisso!”


» Baixe o material sobre obtenção de licenças para a prática da pesca esportiva »

Instituições Parceiras:


Av. Gentil Bittencourt, 827 - Batista Campos, CEP 66.040-174, Belém-Pará-Brasil.
Fone(s): (91) 3110-5900.
Fax: (91) 3110-5923.
E-mail: sepaq@sepaq.pa.gov.br
2013 © SEPAq - Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura.